Quero um amor de sábado à noite

Leia ao som de Everything Has Changed, da Taylor Swift com o Ed Sheeran. Alguns gostam daqueles amores de sexta-feira, aqueles super animados com direito a barzinhos à noite, festa pop e muito chopp, muita música, gargalhada, agitação a noite inteira e chegar em casa às 07 hs da manhã, sem saber o que houve…

Continue lendo

Como nasce um escritor

Ouça essa música enquanto lê, vai gostar. “Um raio vem do nada e o eletriza com motivação. De repente, você se encontra cheio de entusiasmo, insuflado pelo impulso de fazer algo. Isso é inspiração! E uma vez que a inspiração bate, é difícil resistir. Quando isso acontecer, reserve um tempo e permita que o momento…

Continue lendo

Preciso saber se é você

Leia ouvindo Manhattan, de Sara Bareilles Eu queria poder ter a certeza que você é o amor da minha vida. Daqueles tipos de amor que a gente espera a vida toda, se for preciso, para viver. Eu queria ter a certeza de que o que bate no meu peito, bate também por ti. Porque tenho…

Continue lendo

Eu parei de escrever

Eu parei de escrever… Não parei de escrever pelos erros de ortografia, tão pouco pela falta de inspiração. Parei de escrever para tentar me proteger de você.   Não consigo mais pegar uma caneta e escrever sentimentos, você me deixou confusa. E, nesse caminho perdido ao qual me encontro, vejo somente pedras pontiagudas que –…

Continue lendo

Eu ganhei o agora

Que tal ouvir  Amanhã, do LS Jack, enquanto lê esse texto? Sabe quando dizem que tem males que vêm para o bem? Eu não acredito. Não acredito que existam situações ruins de verdade, mas oportunidades de crescimento. Oportunidades de enxergarmos a vida por um ângulo totalmente novo e desafiador. E é no desafio que a…

Continue lendo

Ao acaso, descobri a serendipidade

Leia ouvindo Angela, do The Lumineers Ouvi diversas vezes aquela música que diz em um trecho “o acaso vai me proteger quando eu andar distraído”, mas nunca entendi a referência, o que seria andar distraído e como seria a forma do acaso me proteger. Até que em uma aula de português, fazendo a releitura de…

Continue lendo

Uma carta para você

  Ah, vai ser uma belezura você ler esse texto ao som de Here comes the sun, The Beatles! Poucos sabem – ou lembram – o quão gostoso é escrever uma carta. Folhas de caderno, adesivos de bichinhos e super-heróis, canetas coloridas, poemas, letras de músicas, confissões, juras de amor, pedidos de desculpas ao amigo…

Continue lendo

Deixa eu carregar essa dor com você?

Leia ao som de Amianto, da banda Supercombo. Eu sei. Tudo bem, pode chorar. Não tem sido fácil, não é? Deita sua cabeça no meu colo e esquece um pouco qualquer compromisso, qualquer coisa que te faça preocupar. Posso passar as mãos no seu cabelo enquanto você chora, se quiser. Às vezes a gente precisa…

Continue lendo

Sobre a pequenez da imensidão

Sou concha reclusa em mim Mas quem se dispõe a ouvir escuta o mar. É preciso silenciar pra ter voz ou pra dizer o que realmente habita o íntimo em nós. Não é qualquer um que o faz Em um mundo de ruídos ouvir o grito da paz. Eu sou colcha porque estou coberta, não…

Continue lendo