Deixa eu carregar essa dor com você?

Leia ao som de Amianto, da banda Supercombo.

Eu sei. Tudo bem, pode chorar. Não tem sido fácil, não é?

Deita sua cabeça no meu colo e esquece um pouco qualquer compromisso, qualquer coisa que te faça preocupar.

Posso passar as mãos no seu cabelo enquanto você chora, se quiser. Às vezes a gente precisa voltar a ser criança e ganhar afago. Sempre vamos precisar desse contato.

Enquanto eu passo as mãos suavemente entre suas mechas de cabelo, e você chora, vou te contando algumas coisas, pode ser? Prometo não falar muito, mesmo que dentro do meu coração eu tenha um mar de palavras para ti.

Nesse momento eu só queria que soubesse que você não está só. Essa é a primeira coisa que eu vou te dizer. Eu não posso carregar a dor que mora no seu peito ou impedir que certos acontecimentos se desenrolem em sua vida. Mas sabe? Eu posso ser a mão que você aperta na hora do medo. Também posso ser o abraço que sustenta seu mundo. Ele pode estar pesado demais para você carregar. Eu te ajudo.

Me diz, já está conseguindo respirar um pouco melhor? Vou continuar passando minhas mãos nos seus cabelos. Isso, fica aqui no meu colo. Não está ruim para mim. Respira fundo, o oxigênio ajuda a acalmar a alma. Vou te falar a segunda coisa que ando pensando. Nada acontece por acaso.

Você pode sentir-se injustiçado (a) por estar vivendo tantas coisas difíceis e achando que a cruz está mais pesada do que o combinado. Mas, confia, não está. Você recebeu uma missão muito bonita e só porque agora você não consegue entender, não significa que não tenha a capacidade de lidar com isso.

A vida não é fácil, ninguém disse que seria. Não fica assim. Ela não é fácil mas olha só para este exato momento. Eu, você. Isso não é mágico? Não é tremendo isso de estarmos conectados em um momento onde tudo parece vazio demais, deserto demais? Que fantástico estar aqui com você hoje.

Tá, não tem problema, pode sentar agora. Diante de você, vou enxugar algumas lágrimas que não quiseram cair do seu rosto. Fica aqui na minha frente, porque tem mais uma coisa. Você é luz por onde anda.

Se está escuro ao redor, saiba que você é o ponto de luz que faltava nessa situação. Tem muita gente se guiando por esse pequeno feixe de luz que você irradia. Não desista agora, por favor! Continue por você, por eles. Continue por mim.

Sim, por mim. Porque sua dor, ela me tocou hoje. Eu, que carrego tantas também. Maiores ou menores que a sua. E, hoje, resolvi que guardaria todas elas em uma caixa. Uma caixa que mora no meu peito e onde guardo tudo aquilo que não vou lidar. Hoje, não vou lidar com a minha dor mas com a sua dor. A sua dor hoje é importante para mim. Hoje você é minha luz que guia.

Enquanto passava as mãos no seu cabelo, lembrei do quanto tenho levado uma vida sem muito sentido. Os dias se vão tão rápido e quando vejo estou na cama dormindo. Esquecendo de viver nos detalhes de um almoço não feito e uma conta a ser paga. E, ao enxugar suas lágrimas, senti que a vida se esvai como córrego e que eu precisava conter essa represa de sentimentos que não cessam. Sentimentos que me dizem que não sou forte, importante ou existente nesse mundo.

Então, hoje você me trouxe luz com sua dor. E com isso digo, por favor entenda que cada dor é importante. A dor, ela transforma, entende? Ela me transformou hoje e eu sei, amigo (a), eu sei que ela vai te transformar em alguém melhor também porque, sabe? Você foi feito (a) para sorrir. Esse é o grande plano da Criação. Toda estrada vai dar em algum lugar bom. Com quebra-molas ou não, desvios ou não, chuva ou calor. Toda estrada vai te levar aonde você precisa estar para ser plenamente feliz. E, se você me permitir, posso ser quem segura o mapa dentro do carro e te guia. Confia em mim.

Facebook Comments
2 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *