Gratidão por todas as coisas que aconteceram na minha vida

Foto: enviada pela autora

Leia ouvindo essa musiquinha aqui ó.

A vida não vem com um manual de instruções e a gente sabe muito bem disso. Vamos por alguns momentos esquecer das coisas ruins e viver o hoje – escrever e refletir sobre o agora! Sobre essas coisas boas da vida. A gente tem uma mania péssima de guardar por muito tempo as coisas que nos marcaram negativamente, como se a gente fosse uma caçamba de lixo. Mas ei, você não é um entulho para ficar guardando e absorvendo tudo de ruim que te acontece! 12:43 – Está um da lindo lá fora. Dias onde o céu está completamente azul e limpo me fazem ter uma sensação de nostalgia. Uma sensação de saudade do tempo em que eu pertencia aos meus sentimentos mais felizes. Me faz lembrar do período em que morava fora, dias de inverno com muito sol, mas bastante frio.

Queria muito há algum tempo poder expressar aquilo que a minha alma tem sentido – gratidão. A começar pela vida. Ah, tem dias que a gente acorda meio pesado e cansado, vai para o trabalho e se acostuma com aquela rotina de sempre acordar atrasado e vestir a primeira roupa que acha pela frente. Fazemos o nosso melhor mesmo que ás vezes não seja o suficiente. Você faz algo que não gostaria de estar fazendo, mas que por algum motivo: quem sabe no futuro isso tudo vai fazer sentido. Sempre penso comigo mesma: “existem pessoas que gostariam de ter um lugar de trabalho para sustentar sua família. ” Faça o seu melhor mesmo que não seja o que você goste. Sou grata também por cada sorriso que tenho recebido de volta e às vezes de pessoas que nem conheço.

Não sei se você já percebeu isso, mas sabe quando você sorri para uma pessoa e ela te retribui sorrindo de volta? Isso chama-se gentileza e tenha certeza que faz a diferença no dia de alguém. Sou grata por cada noite escura – noites em que o choro parecia não cessar, mas de manhã eu podia compreender o valor da minha felicidade. Grata por cada pessoa que tive a chance de conhecer ao longo da vida, ao longo dos caminhos, das viagens e mudanças. “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas. ” (Saint Exupéry, O Pequeno Príncipe)

Cada um que passa por você deixa para trás alguma coisa. Cabe a nós guardar o que foi bom, cada momento de alegria e cumplicidade compartilhado e ter a nobreza de perdoar o que precisa ser perdoado. Por todos os caminhos que percorri e por todas as estradas em que me perdi, por cada momento de desespero e solidão, por cada coração partido, por cada lágrima derramada, por cada escolha feita baseada no medo algumas vezes. Por tudo de ruim que já me aconteceu eu também sou grata. Somos o resultado da construção de um processo que varia de acordo com o tempo. Se a gente não passasse por coisas ruins, como poderíamos valorizar o que nos resta de bom?

As coisas acontecem como devem acontecer. Pelos os momentos felizes e de prazer sou mais grata ainda e espero ansiosamente pelo o futuro que ainda não vivi, pelo amor que ainda vai chegar, pelos os filhos que vou ter. Pelos sonhos que vou realizar e as escolhas que vou precisar fazer – por tudo aquilo que ainda não chegou. Gratidão é um estado permanente de reconhecimento por tudo o que acontece com você e ao seu redor. Não tem coisa mais bonita que você ser grato e saber valorizar a vida até nos mínimos detalhes.

Por que ser grato? Agradecer faz bem. Agradecer te deixa leve. A gratidão é desenvolvida no teu âmago e como você sabe? Mesmo em meio ao pior furacão você sabe que o sol vai voltar a brilhar e a chuva vai cessar. O mais importante de tudo é saber ressaltar e vivenciar todas as coisas boas que a vida te proporciona. É isso o que nos torna mais humanos de verdade. Se aconteceu ou vier acontecer algo de ruim não se preocupe! Tudo que vai volta. Nobreza também é você não fazer ‘vingança’ com as mãos, a própria vida se encarrega de fazer jus ao que a gente sente aqui dentro.

Há muita vida lá fora! É tempo de sorrir, de plantar, de amar. De viver! De ser o essencial na vida do outro e fazendo o seu melhor. Tempo de espalhar amor, respeito e tolerância. Tempo de viver intensamente aquilo que está proposto diante de você. Cair faz parte e se precisar de ajuda para se levantar, apenas segure minha mão. A principal gratidão da minha vida vem da percepção e sensibilidade de que eu sou capaz de me sentir assim. “A gratidão é a virtude das almas nobres.” Vá lá fora e veja o céu azul, respire bem fundo e diga em voz alta palavras de gratidão – a você mesmo, porque amor próprio é tudo sim; ao seu vizinho ou quem estiver passando perto de você – faça um elogio ou diga apenas um oi. Agradeça ao universo, a Deus ou a quem você quiser. Só por hoje, veja a vida com outros olhos e seja leve. Seja grato.

Au revoir <3

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *