Eu não vou dizer que te amo!

Foto: weheartit.com

Tudo bem se você não está preparada pra ouvir. Se você tem medo do meu sentimento, ou do nosso, e quer evitar que seja amor apenas não tocando no assunto. Se você acredita que não falar faz não acontecer, pode deixar que eu não vou dizer.

Mas se não fosse amor eu não ficaria com essa cara de bobo quando te encontro e nem continuaria sorrindo à toa depois que você vai embora.

Se não fosse amor, não haveria essa impressão de que o coração está sendo esmagado até parar de bater por longos segundos, para enfim começar a pular como uma escola de samba.

Se não fosse amor, o sangue não ferveria de raiva em uma briguinha qualquer.

Se não fosse amor, não existiria esse meu gostar insano da sensação de que ao tempo em que você me faz ficar sem ar, também é você o motivo dos meus suspiros mais profundos.

Se não fosse amor, eu não estaria constantemente preocupado com seu bem estar e ansioso para saber como anda sua vida.

Se não fosse amor, não planejaria estar pronto pra quando te ver e não estaria tendo diariamente a maravilhosa sensação de que você faz eu me sentir vivo.

Se não fosse amor, eu não almejaria andar de mãos dadas na rua pra mostrar com orgulho ao mundo que eu sou seu.

Se não fosse amor, não nos interessaria esse emaranhado gostoso de química, carinho e desejo, e minha paixão não estaria absurdamente direcionado a você.

Se não fosse amor, eu não viveria na constante espera por uma mensagem sua em qualquer dia, a qualquer hora, dizendo “to indo te ver agora”.

Se não fosse amor, ah se não fosse amor… O mundo não faria o favor de parar só para nós por uns instantes toda vez que a gente se olha, somente pra que meu coração possa sair pela boca e depois volte ao seu lugar, sem deixar nenhuma sequela, a não ser aquela que avisa que ele agora bate também e exclusivamente por Ela.

Enfim, se não fosse amor, a distância que às vezes se instala entre a gente iria nos afastar, ao invés de doer se chamando saudade.

Mas, apesar dos teus pesares, dos meus, e dos nossos, quem sabe… Vai que não é mesmo amor…

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *