Desculpa a minha ansiedade

Leia ao som de Logic 1 -800-273-8255 ft. Alessia Cara, Khalid 

Eu preciso te dizer que sou ansiosa, mas que a minha ansiedade não é sobre uma saída que quero logo ir. Minha ansiedade é para a vidaVida que às vezes me foge do controle, eis que a ansiedade me pega pelas mãos e diz para onde vamos, ainda que eu não queira, ainda que eu lute para que não ocorra o que ela quer.

E, de repente, estou chorando descontroladamente por sabe Deus o quê. Porque, mais uma vez, eu perdi o controle. E calma, o que é esse aperto no peito? Respira. Respira. Já vai passar. Por que não está passando? Por que eu estou chorando novamente? Força! Vamos. Tem que ser forte!

“Mas o que foi que aconteceu?”, me perguntaram enquanto eu estava em crise. Amigo, me desculpe, mas eu também não sei o que aconteceu. Nada aconteceu. E tudo me faz sentir o ar faltar e a esperança ir embora. Eu sou ansiosa. Tentei explicar aos amigos mais próximos que muitas vezes meu estresse faz com que eu tenha uma crise, acharam que era balela. Até que eu desmaiasse no meio de uma reunião importante. Digo, não para que haja compaixão e sim conscientização.

A ansiedade está em cada centímetro do meu corpo e, por vezes, torna-se algo que não posso controlar. Num mundo onde todos tem que ser perfeitos, onde está o meu lugar? Por que não posso simplesmente ser perfeitaPorque eu caio, e caio feio. Porque eu tenho ataques de pânico que me paralisam por longos minutos. O coração acelera, a boca seca, a respiração fica cada vez mais difícil e meu corpo todo treme. Isso vai passar. Vai? Tudo bem, vencemos a ansiedade. Desta vez. Eu só não venci o teu preconceito para com o que está em mim. E por isso eu te digo: desculpa a minha ansiedade! Estamos tentando ser melhores. 

 

Gostou do texto? Então deixe seu comentário aqui! 🙂

Facebook Comments
2 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *