O lado leve que a vida pode ter

  Eu não sei porque aceitei vir até o parque de diversões que chegou recentemente à cidade com minha melhor amiga, a Bia. Eu passo mal em brinquedos. Talvez movida pela vontade de comer todas as besteiras maravilhosas que se vendem geralmente nesses locais e, quem sabe, para tirar um pouco ele da cabeça. Leia…

Continue lendo

Uma carta para você

  Ah, vai ser uma belezura você ler esse texto ao som de Here comes the sun, The Beatles! Poucos sabem – ou lembram – o quão gostoso é escrever uma carta. Folhas de caderno, adesivos de bichinhos e super-heróis, canetas coloridas, poemas, letras de músicas, confissões, juras de amor, pedidos de desculpas ao amigo…

Continue lendo

Deixa eu carregar essa dor com você?

Leia ao som de Amianto, da banda Supercombo. Eu sei. Tudo bem, pode chorar. Não tem sido fácil, não é? Deita sua cabeça no meu colo e esquece um pouco qualquer compromisso, qualquer coisa que te faça preocupar. Posso passar as mãos no seu cabelo enquanto você chora, se quiser. Às vezes a gente precisa…

Continue lendo

Eu não preciso de você amiga

Leia ouvindo “Put Your Records On“, da fofa Corinne Bailey Rae Queria te dizer que eu não preciso de você, amiga. Porque precisar é algo que a gente só lembra na necessidade. E você não é um número de SOS qualquer que eu ligo para desabafar minhas frustrações. Você é um canal totalmente aberto de…

Continue lendo