Aquilo que não passa

Texto colaborativo da Minerva Silva, autora do Meus Pequenos Pedaços. Leia ao som de I would rather go blind Camisa branca, sapatos escuros e um olhar penetrante. Estava toda insegura com as coisas que você causava em mim, mas mesmo assim achei que seria mais fácil arriscar do que perder a chance de estar contigo. A…

Continue lendo

Diversas formas de amar

Texto da leitora Palloma Correia, de São Paulo, estudante de Direito, autora do Baú de Sonhos Perdidos. “Não se apaixone por mim” foi a última frase que ele me disse, depois que me encantou. Mas cara, eu sou tão intensa, que me entreguei de primeira. Mesmo sabendo que você era todo errado, eu quis ser…

Continue lendo

E que venham os fogos!

Leia ao som de Teenage Dirtbag, de Scala e Wheatus Final de ano. De mais um ano da nossa coleção de acontecimentos chamada vida. Para uns, o momento ideal de fazer uma retrospectiva interna e ver o que deu certo, o que falta dar e o que precisa ser melhorado. Para outros, nada mais que uma…

Continue lendo

Um conto de Natal – Parte I

Leia ao som de Christmas Wrapping – The Waitresses Véspera de Natal, 1987. Duda tinha 17 anos. Apesar de nova, ela já sabia muito bem como funcionava todos os natais na família Nogueira: troca de presentes caros entre parentes que não faziam questão de se falar ao longo de todo o ano, mas se esforçavam…

Continue lendo

Você escolheu por mim

Texto da Caroline Lima, autora do Blog Contextos Estou sentada na minha cama com meu fone no ouvido. A música que está tocando chama-se “Tempo” e é cantada pela Sandy. Desculpe meu gosto peculiar, mas essa música toca minha alma. Acredito ser um bom momento para ouvi-la. Se puder, ouça enquanto me lê. Preciso colocar…

Continue lendo

Te amei em uma tarde de verão

Desde o dia em que meus olhos encontraram você na multidão de calouros do curso de Psicologia eu tive a certeza de que você seria o meu sol e a minha maior tormenta. Dizem que a gente sabe quando vai se apaixonar. Acho que soube ali. Você sorriu com aquele jeito de eterna primavera, com…

Continue lendo

Há um pouco de você em mim

Você não está aqui. Sinto-me incompleta por não sentir sua mão segurando a minha e não te ter ao lado. É como se uma parte minha tivesse ficado contigo quando se despediu. Como se eu fosse um quebra cabeça e algumas peças estivessem faltando, ou, como se fôssemos queijo e goiabada. Tá, essa comparação não…

Continue lendo

Você acredita em vida depois do amor?

Calma, não é sobre casar e continuar vivendo felizes para sempre. É sobre você amar muito alguém, mas depois chegar ao fim, romper, deixar a represa arrebentar e inundar. É sobre isso que eu quero falar, essa dúvida me intriga. Será mesmo que existe vida (plena) depois do amor? Acho que o sentimento muda a…

Continue lendo

O lado leve que a vida pode ter

  Eu não sei porque aceitei vir até o parque de diversões que chegou recentemente à cidade com minha melhor amiga, a Bia. Eu passo mal em brinquedos. Talvez movida pela vontade de comer todas as besteiras maravilhosas que se vendem geralmente nesses locais e, quem sabe, para tirar um pouco ele da cabeça. Leia…

Continue lendo

Aquilo que você causa em mim

Colocou as chaves na mesa e atraiu minha atenção. Você chegou de repente e eu me perdi nas páginas do livro que estava lendo. Reparei em seu olhar nervoso, mas, tentando disfarçar qualquer, coisa sentamos para tomar café. Café é uma bebida forte e quase indispensável pra nós, não é? Ele faz a gente acordar…

Continue lendo