No meu céu os navios podem voar

Eu já sonhei que navios voavam. Procurei no dia seguinte a explicação para esse tipo de sonho e não me recordo se achei algo que fazia sentido pra mim. Mas porque diabos a gente sempre quer dar sentido as coisas, afinal? Às vezes, sei lá, só de vez em quando, seria bom se a gente…

Continue lendo

Te amei em uma tarde de verão

Desde o dia em que meus olhos encontraram você na multidão de calouros do curso de Psicologia eu tive a certeza de que você seria o meu sol e a minha maior tormenta. Dizem que a gente sabe quando vai se apaixonar. Acho que soube ali. Você sorriu com aquele jeito de eterna primavera, com…

Continue lendo

O lado leve que a vida pode ter

  Eu não sei porque aceitei vir até o parque de diversões que chegou recentemente à cidade com minha melhor amiga, a Bia. Eu passo mal em brinquedos. Talvez movida pela vontade de comer todas as besteiras maravilhosas que se vendem geralmente nesses locais e, quem sabe, para tirar um pouco ele da cabeça. Leia…

Continue lendo

Carta aberta aos reis de lugar nenhum

Leia ouvindo Lake Michigan – Rogue Wave Ontem, de madrugada, enquanto inocentemente meus dedos corriam pela tela do celular, tive uma das maiores percepções da minha vida: a de que eu não estou mais disposta a aceitar migalhas. Sei que essa é uma conclusão que deveria ser óbvia, mas, na prática, todos nós sabemos que…

Continue lendo

Como nasce um escritor

Ouça essa música enquanto lê, vai gostar. “Um raio vem do nada e o eletriza com motivação. De repente, você se encontra cheio de entusiasmo, insuflado pelo impulso de fazer algo. Isso é inspiração! E uma vez que a inspiração bate, é difícil resistir. Quando isso acontecer, reserve um tempo e permita que o momento…

Continue lendo

Preciso saber se é você

Leia ouvindo Manhattan, de Sara Bareilles Eu queria poder ter a certeza que você é o amor da minha vida. Daqueles tipos de amor que a gente espera a vida toda, se for preciso, para viver. Eu queria ter a certeza de que o que bate no meu peito, bate também por ti. Porque tenho…

Continue lendo

Eu ganhei o agora

Que tal ouvir  Amanhã, do LS Jack, enquanto lê esse texto? Sabe quando dizem que tem males que vêm para o bem? Eu não acredito. Não acredito que existam situações ruins de verdade, mas oportunidades de crescimento. Oportunidades de enxergarmos a vida por um ângulo totalmente novo e desafiador. E é no desafio que a…

Continue lendo

Uma carta para você

  Ah, vai ser uma belezura você ler esse texto ao som de Here comes the sun, The Beatles! Poucos sabem – ou lembram – o quão gostoso é escrever uma carta. Folhas de caderno, adesivos de bichinhos e super-heróis, canetas coloridas, poemas, letras de músicas, confissões, juras de amor, pedidos de desculpas ao amigo…

Continue lendo

Deixa eu carregar essa dor com você?

Leia ao som de Amianto, da banda Supercombo. Eu sei. Tudo bem, pode chorar. Não tem sido fácil, não é? Deita sua cabeça no meu colo e esquece um pouco qualquer compromisso, qualquer coisa que te faça preocupar. Posso passar as mãos no seu cabelo enquanto você chora, se quiser. Às vezes a gente precisa…

Continue lendo

Minha resposta é você

Dê play em Gotten this far, de Olivia Buckles Oi. Desculpa, antes de qualquer coisa, eu andar tão distante de ti. Talvez você saiba mais do que eu que esse mundo tira muitas coisas de nós. Inclusive o tempo. Não sei se andou também muito ocupado, então vou te contar um pouquinho sobre mim, caso…

Continue lendo